domingo, 8 de outubro de 2017

Grand Canyon

Saímos de Williams antes do pequeno-almoço do hotel abrir (só para explicar como era cedo...) e fizemos os 90 minutos que nos separavam do Grand Canyon. Deixámos o carro no hotel onde íamos ficar essa noite (Grand Canyon ), comprámos a entrada para o parque (30 dólares por carro/família) e apanhámos o shuttle que liga Tusayan ao parque. Para entrar no shuttle precisam de ter bilhete para o parque - viagem é gratuita e demora cerca de 10-15minutos.
O shuttle deixa-nos no Visitor Centre onde podem pedir mapas e mais informações, assim como aceder às diferentes rotas de shuttles que vos permitem circular no parque e ir mais facilmente de um view point para o seguinte. Há vários trilhos e rotas conforme o tempo que tenham disponível e a vossa forma física, nós decidimos fazer a pé o trilho desde o Visitor Centre até ao Train Depot, altura em decidimos parar para almoçar. À tarde fizemos a Hermits Rest Route a pé quase até à última paragem, onde apanhámos o shuttle até ao fim e de novo de regresso à Village e depois ao Visitor Centre. Nenhum dos trilhos é difícil de fazer, está tudo bem pavimentado e sinalizado e só se quiserem optar pela versão "escalada" é que precisam de material específico. O que é preciso mesmo é calçado confortável e muita, muita água!
E por muito que tenham visto fotografias, nada vos prepara para a primeira vez que dão de caras com o Grand Canyon. É tão imenso que não parece real!

A paragem em Tusayan
O interior do shuttle
A chegada ao visitor centre
Os shuttles do parque
Fotos infinitas do Grand Canyon, totalmente irreal!

Sem comentários:

Enviar um comentário