segunda-feira, 12 de junho de 2017

Day trip to... Tallin

Estando em Helsínquia não dá como não planear um pulinho até à vizinha Estónia para conhecer Tallin (e pisar 2 países num só fim de semana, pois claro).
Comprámos bilhete uns 2 dias antes e escolhemos a empresa Tallink Silja Line tendo em conta os horários que ofereciam. Havia outras opções com umas míseras 2 horas em terra mas achámos que isso não servia para nada. A Tallink Silja Line oferecia um ferry às 10:30 (com chegada a Tallin às 12:30) e regresso às 16:30 e os bilhetes custaram cerca de 50 euros (por pessoa, ida e volta). Ao todo estivemos 4 horas em Tallin e apesar de não parecer muito, deu para ter uma ideia da cidade, passear pelo centro, almoçar com calma e fazer as comprinhas da praxe (apaixonei-me pelos gorros e tive que trazer um!).
O barco parte do terminal Oeste de Helsínquia (e não naquele que fica mesmo no centro!),  o que acabou por ser bom para nós dada a localização do nosso hotel. É preciso levantar os bilhetes no terminal e 'fazer o check-in' pelo que convém chegar dentro do tempo recomendado (uns 45min antes da partida).
Os barcos são MUITO maiores do que eu estava à espera e são um verdadeiro mundo, com restaurantes, lojas e entretenimento. Experimentámos ambas as versões (Star e Megastar), que são os 2 modelos de barco disponíveis na rota e se poderem escolher recomendo o Megastar por ter mais sítios para sentar sem ser em zona de restaurantes (e já agora, por ter melhores restaurantes também).
Quando chegam a Tallin, o barco pára no terminal D (acho que não é o "principal") que fica a uns 15-20 min a pé do centro (não é nada difícil chegar lá porque estão sempre a ver os tectos das igrejas, óptimo ponto de referência, para além de seguirem os restantes 'companheiros' de viagem que também vieram no ferry).
Não seguimos propriamente um roteiro ou um percurso pre-definido, acho que a piada de Tallin é mesmo perderem-se nas ruas e ruelas. Para compras, apaixonei-me por uma loja na rua Pikk com imensos produtos artesanais e onde passei hoooooras a tentar decidir que gorro ia comprar (e depois de vir de Helsínquia, tudo parece baratíssimo!).
Não é um sítio fofinho?

4 comentários:

  1. Eu fui no Verão e vim de lá com... um mega gorro de lã. Também passamos horas a escolher :) - no Verão há mais horários,conseguimos estar um dia inteiro em Helsíquia, mas sim, também acho que umas 4/5h já valem a pena, a cidade vê-se bem em pouco tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É impossível resistir àqueles gorros :) Pois, tive pena de não ter estado mais horas mas deu para ficar com uma ideia (e poupar dinheiro nas compras hahaha).

      Eliminar
  2. Esta igreja ortodoxa ficou a chamar por mim. E gostei muito do recanto do restaurante Baltasar.
    E quero ver esse gorro. Fiquei super curiosa! :-))
    Gosto muito de boinas e e de gorros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou tirar fotografia e envio por email ;)
      Também tirei umas mil fotografias à igreja, ahahah!

      Eliminar