sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Deve ser de propósito

No dia em que posso ir para casa mais cedo, com um céu lindo (a diferença que a luz faz no humor!) que me faz pensar que esta cidade até consegue ser bonita para além do seu centro pitoresco, chego a casa e tenho uma carta da imobiliária a dizer que preciso de pagar a renda. Isto estaria tudo certo não tivesse eu criado um débito directo para o efeito e esta não fosse a milésima carta que recebo desde que me mudei. "Ah, isto está errado" diz a senhora da agência. Pois, eu sei que sim, mas já deixavam de me mandar estas cartas e faziam o débito directo como deve ser, eu juro que os outros países também o conseguem fazer. Começo a ficar farta de socializar com as senhoras da imobiliária todos os meses. Para além de que não é agradável viver na incerteza se é desta que chego a casa e a minha chave não funciona mais...
Ai Alemanha, logo no dia em que achei que podia começar a gostar de ti...

Sem comentários:

Enviar um comentário