quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Ainda estou viva

Já me mudei (naquela que foi a minha mudança mais minimalista de sempre - estou até à espera de uma condecoração pelo achievement!), já viajei 4 dias em trabalho (é muito maior o cansaço do que o glamour, infelizmente), já respondi em holandês instintivamente (muito medo.), já encontrei uma portuguesa no supermercado aqui na Alemanha (no primeiro de todos!), já desesperei com o fraco inglês da população (em lugares onde era suposto saberem umas coisinhas) e já tive saudades de Inglaterra, muitas, a quase toda hora, mais do que aquelas que gostaria de confessar. Depois de num só dia não ter tido internet, do microondas não funcionar, de não conseguir marcar um "Termin", de me irritar porque tudo precisa de um raio de um "Termin" mesmo que se precise de uma coisa "agora" (cheguei quase a desejar a Holanda!), depois de me interrogar de onde virá este mito de que aqui as coisas são melhores e mais organizadas e mais eficientes do que nos outros sítios (not.), sentei-me no tram e fiz aquilo que digo que nunca se deve fazer quando se muda de país: tive muitas, muitas saudades da minha casa nas Midlands e dessa terra onde se mete conversa acerca do tempo e toda a gente é "dear" e eu estava em casa. Ainda há muitos meses pela frente e eu sei que isto é apenas a mudança e que depois dos problemas para ter os contratos, a conta no banco, as reparações e todas as burocracias as coisas ficam melhores mas ainda não estamos lá, ainda não estamos "em casa". Que isto até mesmo uma nómada tem casas que são mais "casa" do que outras (e acho que só ao terceiro país é que estou verdadeiramente no estrangeiro). Mas depois... lembro-me que tive colegas que me foram esperar ao aeroporto (é a primeira vez que alguém me espera numa mudança!), tive quem me levasse a casa, sou vizinha de um amigo dos tempos da Holanda e, só por isso, acho que também tive muita sorte por ter vindo aqui parar.

10 comentários:

  1. Boa sorte nesta tua nova aventura! =)

    ResponderEliminar
  2. Já me tinha perguntado por ti...:-)
    Mulher de coragem!
    Tudo a correr muito bem!
    (Hoje estive aqui de manhã, mas não tive tempo de comentar)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes acho que sou mas é maluca, ahahah, perspectivas. Obrigada, tenho de dar uma volta melhor pela cidade, ir ao mercado de Natal e fazer a respectiva reportagem fotográfica, etc etc. estará cá tudo no blog! Um beijinho*

      Eliminar
  3. Bom ter-te de volta :) Eu vou este fim-de-semana para os mercados de Natal! Ôba!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Iei :) Não há nada como os mercados de Natal para dar um ar cozy às cidades, eu adoro viajar nesta altura por causa disso mesmo! Diverte-te (e tira muitas fotos, claro, ahah)

      Eliminar
  4. Quase senti um nervoso miudinho a ler este post por imaginar cada sentimento que descreveste... Que corra tudo bem, Agnes =)!

    ResponderEliminar