domingo, 15 de novembro de 2015

Ai querias um emprego onde andasses a viajar?


Então aí tens, vem aí uma tour por Inglaterra (oh, the irony!), para o ano temos o Luxemburgo e havemos de ir umas quantas vezes a Bruxelas, isto só para começar (não há uns destinos melhorzinhos, não?). E para não te armares em esperta, és tu que marcas os teus voos, Agnes Maria, toca a conciliar horários de reuniões e comboios e escalas. E marcações de última hora, para passares a ser uma pessoa mais calma (ou não).


Careful the wish you make
Wishes are children
Careful the path they take
Wishes come true, not free

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Marcar voos quando há um sem fim de variáveis a considerar e 500mil forms para preencher é um bocado chato. Mas viajar é óptimo, claro :)

      Eliminar
  2. Hummm, tem o lado bom e o menos bom... Há que tirar partido do bom :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto foi um desabafo depois de estar a revirar o skyscanner durante horas e depois ter alguém a dizer-me que afinal é outra data (argh!), é esse o lado mau. E acredito que quando passar a viajar mais ache menos piada mas por enquanto ainda acho fixe :)

      Eliminar