domingo, 30 de março de 2014

Happy Mother's Day

O Dia da Mãe para mim vai ser sempre o primeiro Domingo de Maio, porque independentemente do sítio onde more há coisas que ficam connosco (a culpa é provavelmente de todos os anos em que fazia presentes na escola e os levava às escondidas para casa). Mas hoje é Dia da Mãe em Inglaterra e se há pessoa que merece dois dias é a minha mãe. Andámos muitas vezes às "turras", embirrámos uma com a outra, mas a verdade é que a minha mãe é a pessoa com quem sei que posso contar sempre. Estará sempre disponível, em qualquer fuso horário e com qualquer taxa de roaming. E um dia também eu quero ser metade da mãe que ela é para mim.

sábado, 29 de março de 2014

Christ Church

Achei curioso o placard de cortiça que havia na igreja de Christ Church (talvez o College mais famoso de Oxford por causa de ter sido cenário do primeiro filme do Harry Potter).

Pequenos papéis a dizer "please pray for", que são recolhidos e usados nas missas aí celebradas. Tirei fotografia e deixei o meu papelinho.

quinta-feira, 27 de março de 2014

É a vida

Tal como a Senhora do post abaixo, também eu não suporto injustiças. Sinto uma urticária imensa que nem consigo explicar. E às vezes não podemos fazer nada sem ser esperar, esperar que a vida siga o ditado popular e faça com que a verdade, tal como o azeite, venha sempre acima.

segunda-feira, 24 de março de 2014

domingo, 23 de março de 2014

Agnes, a pequena burguesa

É a primeira casa onde vivo que não tem máquina de lavar a loiça (aliás, pelo que tenho visto não é um apetrecho muito comum aqui na ilha) e só agora percebo a falta que faz. Bem sei que antigamente também era assim etc e tal, mas o progresso existe e é tão bom, não é? *Suspiro* Pergunto-me se as pessoas que vão viver nas casas que vejo nos anúncios das imobiliárias, com 3 e 4 quartos, também vão lavar à mão a loiça dos seus petizes (e como isso deve dar a sensação de acabar de lavar a loiça do pequeno almoço e entretanto ser hora de jantar...). Sou uma pequena burguesa, parece-me.

sexta-feira, 21 de março de 2014

E depois o post fútil a fechar a semana

1) Recebi notificação de uma mega spring sale de umas carteiras que adoro.

2) Acabei de pagar 250 libras em utilities e council tax.


Resultado: Acho que a carteira fica para o spring sale de 2015. Damn.

quinta-feira, 13 de março de 2014

Let's go forward

Se me tivessem contado que ia viver tudo isto em 2014 eu pedia logo para passarmos directamente para 2015, sem passar pela casa partida, sem as cerejas de Junho, o almoço sagrado de amêijoas no dia dos meus anos e até sem Natal (e isso é dizer bastante). Estou cansada de 2014 e ainda só vamos a meio de Março. Nestas alturas gostava de ser podre de rica e dizer "agora, meus amigos, vou mas é para as Caraíbas até Dezembro, cya!" mas vou ter de continuar a ir trabalhar todos os dias. "Cara alegre e braço forte, estou no meu posto a lutar", lá dizia o poema do meu livro de Português de um ano que já não me lembro.

sexta-feira, 7 de março de 2014

Esta Lisboa que eu amo

Pelos vistos é Primavera em Lisboa. E este fim de semana é altura de comprar um voo para matar saudades.


quinta-feira, 6 de março de 2014

E depois

há dias assim. Onde até temos medo do que vem a seguir. Medo que a vida nos esteja agora a dar para nos tirar o tapete mais à frente. Medo de dizer em voz alta que sim, que vai acontecer, como se desse má sorte começar a acreditar que é possível. Sim, eu não sei esperar, não só porque não sei não fazer nada mas porque tenho medo que a minha fé se estilhasse em mil pedaços (e depois vai ser tão difícil colar tudo outra vez...).