terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Burocracias

Mudar de país implica 500 mil papéis (ou páginas de internet, na versão moderna). Foi abrir conta no banco, tratar do telemóvel e da internet, mudar as utilities bills para meu nome, tratar do desconto para o council tax, marcar uma entrevista para ter o malfadado National Insurance Number (que só tinha vaga para daí a uma semana! uma semana! e vou ter de ir e mostrar que sou eu e explicar porque raio quero o NIN... e tudo isto em horário laboral que vou ter de compensar, pois claro, expectacular JobCentre, espectacular...), é ver seguros para a casa e perceber como raio funcionam os transportes e quais os passes que há por cá. É um maravilhoso mundo novo, com ordens de direct debit e standing orders e que espero acabar no máximo para a semana. Resta-me pensar que se mudar de casa pelo menos já só tenho de fazer o update da nova morada o que, hopefully, poderá ser feito online.

Sem comentários:

Enviar um comentário