quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Não tenho paciência

O Natal aproxima-se e obviamente que já começou a panca das dietas, um mundo que, como acho que já disse aqui, me deixa não só perplexa como sem paciência para ler e ouvir tanto disparate. A quantidade de dinheiro que se deve fazer à conta desta histeria deve ser um absurdo. Faz-me lembrar a minha ex colega de casa, que come as maiores porcarias mas marcou uma consulta de nutrição num sítio xpto para perder peso (eu posso fazer-lhe essa consulta por um terço do preço que ela vai pagar, a sério, era só dizer-lhe para ela deixar de comer todas as porcarias pré-cozinhadas que compra e acabar com a molhanga com que cobre todos os pratos). Nestas coisas não há milagres, é uma questão de bom senso. Acho que viver privado de comer X ou Y deve ser uma não-vida - conheço umas quantas pessoas que vivem obcecadas com as calorias que a refeição tem (faço sempre questão de me sentar na ponta oposta da mesa, não gosto que me classifiquem o almoço) - mas isso não significa comer como se fôssemos uma família de 7 pessoas, nem comer todas as porcarias que encontramos. Dizem que fazer exercício também ajuda, dizem... E a genética, claro, não vamos fingir que não. Mas não engordam com o ar, ok? E saladas com base de massa e molho cocktail tiram um bocadinho o efeito de "mas eu comi só uma saladinha ao almoço". Por isso continuo a achar que em vez de sumos verdes e detox, se comêssemos de forma adequada ao que gastamos era uma ideia muito mais sensata. Mas muito menos apelativa, parece-me.

3 comentários:

  1. ahhh até que enfim alguém com juízo! Essa mania dos detox de sumos não é saudável, não tem tudo o que precisamos, precisamos de proteínas, precisamos de gorduras boas! Esses sumos estão cheios de açúcar (da fruta), mas ainda assim é muito açúcar!

    ResponderEliminar
  2. Parece básico não parece?! Pois, mas não. Lá na clínica também é a moda das dietas, já foi a dos batidos (a sério, só dois batidos por dia e não tens fome?!),a das sopas, a 5:2... mas depois lá estão as comidas cheias de natas e créme fraiche e ketchup. Como é que conseguem por ketchup em tudo. E depois peixe grelhado com azeite não presta, claro... ;)

    ResponderEliminar
  3. Fashionista, a mim também me parece muito estranho andar privada de coisas que me parecem essenciais e que fazem parte de uma dieta equilibrada (e que os sumos não me parece que sejam). Às vezes por esta internet fora (e na vida "real") sinto-me um bocado "outsider" nesta matéria!

    margarida, também vi muito disso pela Holanda! O belo do ketchup e da maionese nunca falhavam, peixinho grelhado que é bom, isso é que não ;)

    ResponderEliminar