quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Não tenho paciência

O Natal aproxima-se e obviamente que já começou a panca das dietas, um mundo que, como acho que já disse aqui, me deixa não só perplexa como sem paciência para ler e ouvir tanto disparate. A quantidade de dinheiro que se deve fazer à conta desta histeria deve ser um absurdo. Faz-me lembrar a minha ex colega de casa, que come as maiores porcarias mas marcou uma consulta de nutrição num sítio xpto para perder peso (eu posso fazer-lhe essa consulta por um terço do preço que ela vai pagar, a sério, era só dizer-lhe para ela deixar de comer todas as porcarias pré-cozinhadas que compra e acabar com a molhanga com que cobre todos os pratos). Nestas coisas não há milagres, é uma questão de bom senso. Acho que viver privado de comer X ou Y deve ser uma não-vida - conheço umas quantas pessoas que vivem obcecadas com as calorias que a refeição tem (faço sempre questão de me sentar na ponta oposta da mesa, não gosto que me classifiquem o almoço) - mas isso não significa comer como se fôssemos uma família de 7 pessoas, nem comer todas as porcarias que encontramos. Dizem que fazer exercício também ajuda, dizem... E a genética, claro, não vamos fingir que não. Mas não engordam com o ar, ok? E saladas com base de massa e molho cocktail tiram um bocadinho o efeito de "mas eu comi só uma saladinha ao almoço". Por isso continuo a achar que em vez de sumos verdes e detox, se comêssemos de forma adequada ao que gastamos era uma ideia muito mais sensata. Mas muito menos apelativa, parece-me.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Agnes no país da Rainha #1

Não só conduzem pelo lado errado (o que me faz olhar para o lado contrário quando atravesso a estrada), como medem o leite em pints.



*Sim, eu sei que há mais rainhas, mas A Rainha é sempre a inglesa, não é?

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Cheguei

Cheguei ao outro lado do canal. Podia assumir o espírito britânico e escrever que deixei a Europa, mas nesse caso seria tão má como eles a Geografia e a minha professora não merece isso. Tenho a vida em caixas e malas e esta semana vai servir para tratar das várias burocracias que ainda me faltam. E ir à IKEA, que já tenho a lista pronta, com os corredores da loja onde vou e tudo (um espectáculo!). Entretanto, por cá já é Natal, mas Natal a sério, com tudo super iluminado e montras mais do que alusivas à época (só por isso já me sinto em casa). Será tudo devidamente documentado neste blog, stay tuned

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Quando é que isto mudou tudo, que eu não me lembro?

É oficial, já não conheço a minha casa. Nunca encontro nada à primeira na cozinha, até dar com a tesoura abro praí umas 4 ou 5 gavetas, já para não falar que as bancadas são feitas para mini pessoas (a sério, parece que alguém encolheu a cozinha!). É isso e a quantidade de tralha que habita no meu quarto... depois de passar horas a arrumar tudo (e ainda não acabei!) fico com menos vontade de ir às compras (mas claro que me passa logo que ponho o pé numa loja). Como é possível acumular tantas coisas (e nem falo de roupa, falo mesmo de tralha!)? Acho que hoje é dia de extreme makeover (a parte da demolição, pelo menos).

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O que se faz por cá

Só programas culturais, a saber: ida ao cabeleireiro (que odeio - às vezes acho que sou a única mulher que odeia este programa), manicure, pedicure e entrar em TODAS as lojas a que tenho direito. Claro que também já fiz a árvore de Natal (ah e tal ainda é cedo e mimimi, lamento...cá em casa já é Natal!) e consolei-me à grande com sandes de manteiga (sou moça de gostos simples, e o pão com manteiga, a saber a casa, é dos maiores prazeres de um pequeno almoço).

terça-feira, 19 de novembro de 2013

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A última página

Neste momento estarei a caminho de Lisboa. E vou finalmente poder relaxar. Sim, que isto de enfiar uma vida numa mala de porão (e a quantidade de coisas que já despachei em malas de outras pessoas! e pelo correio, e afins...) deixou-me à beira de um ataque de nervos. Houve alturas em que, confesso, me apeteceu chorar. Mas a esta hora, a esta hora estará tudo resolvido. E já falta pouco, muito pouco para chegar a casa.

domingo, 17 de novembro de 2013

Adeus, Holanda

Foram quase 2 anos. Parecendo que não, há coisas que ficam, e a Holanda fará sempre parte de quem um dia fui. Até sempre.

(a minha rua - mais holandês do que isto não podia ser)

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Estão a gozar, certo?

Fui à farmácia pela primeira em dois anos na Holanda. "Queria o medicamento X, tem?", "Sim, tem a receita?", "Er...eu achava que era de venda livre, preciso de uma receita?", "Não, não precisa, mas tem a caixa?", "Desculpe?", "Só lhe posso vender o medicamento se vir a caixa", "Como assim?", "That's the rule". Game over. Quando um holandês vos diz "That's the rule", esqueçam, não vale a pena entrar nessa batalha. Mas fogo, a sério que eu levar uma caixa que se compra sem receita prova que eu tomo aquele medicamento? Mas estão a brincar comigo? Aaaaaaaaargh que nervos. E não, não tenho a caixa. Estou em mudanças e deitei toneladas de coisas inúteis, acham mesmo que eu ia guardar uma caixa vazia? Bah.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Por isso é que me irrito quando me dizem "ah mas lá fora isto não acontecia"

(Porque em Portugal "lá fora" é sempre um sítio mágico onde tudo acontece com eficiência.) Pois que, cá fora, estou a tentar contactar uma pessoa desde o final da semana passada. Supostamente, deverá estar a trabalhar porque já mandei email e não recebi o out-of-office, e tinha obrigação de estar disponível já que está numa lista de contactos... Mas nada, é como se não existisse. Por isso, não somos sempre os coitadinhos que são sempre os piores em tudo, ok?

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Material Girl #1

Não fosse eu gastar o PIB de um pequeno país africano na nova casa além-mar, e teria todo um sem fim de coisas que iria provavelmente comprar (e rima! todo um talento para a poesia que foi desperdiçado...). Assim sendo, e como sonhar ainda não paga imposto, vou passar a listar tudo por categorias, porque eu gosto de listas e porque assim me organizo para quando tiver orçamento para novas compras. Uma pena quase ninguém que eu conheço ler o meu blog, senão iniciava a minha lista de Natal online, ahah.
As hostilidades são abertas com os guias de viagem que eu gostava de adicionar à minha colecção. A culpa é das imensas ligações que saem de Londres! Uma tentação!


sábado, 9 de novembro de 2013

Cansaço, muito cansaço

O dia do empacotamento geral chegou. E por mais que meta coisas em malas e caixas e o camandro, parece que outras tantas nascem para as substituir. Houve uma grande evolução, é verdade, mas ainda há muito trabalhinho para fazer nesta semana. Oh well.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

I want to ride my bicycle

Vendi hoje a minha bicicleta mas ainda não me parece real que me vou embora. Acho que só quando empacotar tudo este fim de semana. Ou se calhar no avião. Adeus, bicicleta de sacos cor de rosa pastilha elástica, fomos muito felizes a passear à chuva.

domingo, 3 de novembro de 2013

Berlim

Adorei Berlim e por isso não podia deixar de postar algumas fotos para a posteridade.

 a catedral e a conhecidíssima torre na Alexanderplatz

 Brandenburger Tor

 memorial dos Judeus mortos

 trajecto do muro de Berlim, a atravessar uma das ruas da cidade

 Sony centre

 Checkpoint Charlie

 o famoso letreiro

 Na Bebelplatz, os Nazis queimaram mais de 20000 livros que consideravam ser "anti-alemães". Esta placa lembra não só esse momento como acrescenta uma frase de Heinrich Heine que diz qualquer coisa como "Onde queimam livros, acabam por queimar pessoas".

 adorei esta frase em plena Eastside Gallery

o famoso mural, infelizmente vandalizado (como grande parte do muro, diga-se...). Surpreendeu-me a quantidade de grafitis e assinaturas de "We love Berlin" e "We were here, love from...." Não percebo, honestamente.

Cheguei

Fui ali a Berlim, onde já cheira a Natal e está friooo (bem, aqui também, ia morrendo com o vento enquanto estava à espera do autocarro). Esta foi também a minha última chegada a Schiphol já que daqui a 2 semanas vou-me embora. Vou ter saudades de estar a meia horita do aeroporto, se vou. Fotografias para breve, obviamente!