segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Qual é o segredo afinal?

O mulherio dos blogs anda maluco com a abertura da Victoria's Secret no aeroporto de Lisboa. Perdoem-me os fãs mas a primeira vez que pus o pé numa loja, em NY, achei uma coisinha assim banal. Ok, algumas coisas giras e tal mas demasiado frenesim para aquilo que era. Achei que se calhar foi por ter ido a uma loja pequenina algures na Grande Maçã e decidi visitar a da Londres, não sei quantos andares, mega labirinto, ... resumindo, muito confuso para mim. Não vi nada que me chamasse a atenção e o que achei engraçado era estupidamente caro para a relação qualidade-preço (não me lembro dos valores nos Estados Unidos, acredito que não seja este exagero europeu, sobretudo em libras!). Saí sem nenhum saco cor de rosa e bastante frustrada com a experiência. Na minha viagem de regresso à Holanda passei pela famosa loja do aeroporto. Agnes Maria é doida por bolsinhas, de qualquer tamanho e com qualquer funcionalidade, não interessa. Por isso ia decidida a comprar uma bolsinha às riscas, em tons de rosa, o super cliché da loja. Pois que um simples nécessaire custava 60 euros! 60 euros, senhores, uma bolsa de plástico. Mas porquê? Por dizer Victoria's Secret? Eu até sou pessoa de pagar valores parvos por coisas que nem valem a pena, só porque acho giro e me apetece, pronto, mas 60 euros por uma bolsinha de plástico de uma loja de roupa interior parece-me um bocado gozar com a minha cara. Assim como assim, a minha carteira agradece, vou mas é amealhar para a minha Michael Kors!

7 comentários:

  1. ohhh fazes bem uma MK vale mais o investimento. A VS é uma loja para miúdas!

    ResponderEliminar
  2. O segredo?
    Simples... o marketing forte dos desfiles repletos das meninas modelos mais jeitosas do momento. O produto é secundário :/

    ResponderEliminar
  3. Fashionista: de 60 em 60 eu vou lá :P

    Papoila: sim, o marketing daquilo é genial. Juro que tinha as expectativas super altas e fiquei bastante desiludida com a loja. Até me apetecia comprar alguma coisinha mas não consegui, sou mais fiel à Intimissimi.

    ResponderEliminar
  4. Quando estive em NY comprei soutiens na VS e digo-te que foi um episodio Maria vai com as outras mas verdade seja dita que ainda tenho e uso os soutiens. Tudo o resto me pareceu demasiado colorido e piroso, demasiado bling de plastico.
    Quando regressei das ferias passei na loja do aeroporto - Tem la muita coisa com aspecto reles e os precos (os visiveis!) sao um disparate.

    ResponderEliminar
  5. Lalipop, pois, eu nem uma mísera bolsinha lá comprei (com grande pena, confesso, gosto tanto daquelas pirosonas em tons de rosa :P). E em relação a roupa interior, é isso, há muitas coisas demasiado bling, parece a La Senza no UK!

    ResponderEliminar
  6. Quando fui a NY fui a uma loja pequena no Piers 17. Gastei 50 dólares e trouxe dois soutiens (adoro-os, são os que mais uso e dois anos depois ainda parecem novos), uma bolsinha, um creme de corpo e uma fragância (deito praticamente todos os dias e ainda não acabou. Quem me dera poder ir a outra =)

    ResponderEliminar