sábado, 3 de agosto de 2013

Post cor de rosa

Se há literatura cultural que aprecio são as revistas cor de rosa no cabeleireiro e na manicure. Então se meterem príncipes e princesas vejo tudo com atenção (sou uma expert em casas reais europeias! é só perguntarem!). Nestes textos sempre interessantes intriga-me a atribuição da Kate à "classe média". Os pais da moça são milionários, onde é que isso entra na "classe média"? "Média" onde? Eu percebo que é para mostrarem que é plebeia e tal e coiso, mas não lhe chamem classe média, 'tá? Então e a Letícia e a Mary (Dinamarca), que tinham um emprego igual ao dos comuns mortais? Ah, espera, se calhar eram pobrezinhas, ahah.

2 comentários: