quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Momento cultural do dia #7

Hoje aprendi que o nome inglês Roosevelt vem das palavras holandesas roos e veld e significa, portanto, "campo de rosas". Achei curioso!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Christmas: and so it begins

Eu sou uma pessoa das "antigas" e adoro enviar e receber postais de Natal. Não há nada melhor do que receber uma carta personalizada, bem longe dos formatos electrónicos que num clique enviam a mesma mensagem para 500 pessoas.



quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A derradeira integração

Fui ao supermercado depois do trabalho buscar um litro de leite, cereais e pão. Assim mesmo, três míseras coisas. Tive a conversa de sempre com a moça da caixa "tem cartão de bónus?", "sim", "obrigada", "quer recibo?", "sim, por favor", tudo em holandês, para terminar em beleza com um "tenha uma boa noite". A caminho de casa percebi que depois disto quase que mereço a cidadania.


Adenda: Este post é altamente irónico. Sempre foi uma coisa que me fez imensa confusão: os holandeses vão às compras com uma regularidade imensa e de cada vez trazem duas ou três coisinhas, e o jantar do próprio dia. Hoje foi a minha vez. Acho que depois disto posso dizer que moro na Holanda.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O dia seguinte

Decidi pela primeira vez em muitos (muitos!) meses levantar o rabo do sofá e ir correr. Aos primeiros 100m julguei que ia morrer, depois tive alguma vergonha de parar logo e aguentei até ao final do canal e pronto...corri 2.5km, obviamente que com muitas fases em que andava depressa e não corria (porque senão acho que me dava uma coisinha), mas não está mal. Cheguei a casa e ainda decidi fazer pilates porque ah e tal é bom para as costas e eu preciso de trabalhar a postura. Conclusão, hoje pareço um pinguim a andar. E dói-me tudo quando subo e desço escadas, e ainda por cima fico que nem posso dos abdominais quando me rio (e também gosto da expressão "fico que nem posso"). Conclusão, o dia seguinte é lixado e isto devia-me servir de lição para não me armar em esperta e fazer este programa mais vezes.

domingo, 18 de novembro de 2012

Laranja e mel

Experimentei este fim de semana e gostei muito! E o engraçado é que no frasco de mel, para além do Holandês e do Inglês, o rótulo tem ainda indicações em Português! Nunca me tinha acontecido por estes lados.

sábado, 17 de novembro de 2012

As compras de Natal

Pois é, hoje sem dar por isso passei uma tarde inteira na internet a ver todos os sites e mais alguns para escolher os presentes de Natal deste ano. Não é que eu ofereça muitos presentes (de todo) mas os que ofereço exigem-me bastante imaginação e outra tanta pesquisa (não gosto de dar por dar e faço questão que seja uma coisa que a pessoa goste mesmo ou que lhe seja útil). Ainda por cima, não vou poder andar às compras em terras lusas quando voltar à pátria para as férias, por isso vou ter que tratar de tudo aqui no burgo (e eu moro no campo, pessoas) e garantir que, caso encomende alguma online, a coisa chegue aqui antes de eu apanhar o avião (o que não é linear se eu escolher tudo à última da hora). Por isso aqui estou eu, mulher prevenida, com a minha listinha e um resultado desolador: das 7 pessoas listadas tenho um presente decidido e um em "stand-by". Amanhã vou ver ao vivo algumas das coisas que vi hoje na net (isto é o campo mas as lojas estão online, ah pois). Vai ser um mês interessante, vai...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

domingo, 11 de novembro de 2012

Voltei à Europa

Aterrei às 5h30, essa hora fantástica, e agora estou aqui com aquela sensação de ter dormido o voo todo mas não ter dormido "de noite". Aproveitei o jet lag e  li os 97 emails que tinha no meu email pessoal (como é que é possível?!) e sinceramente até fiquei com medo de abrir o outro (onde vai parar tudo o que é promoção ou publicidade). Confesso que já tinha saudades do estaminé e por isso resolvi vir aqui dizer que correu tudo bem, o Sandy já não estava, sobrevivi à tempestade de neve e ao frio e agora toca a regressar à vidinha de todos os dias. Prometo fotos assim que assentar arraiais na terra das tulipas.