segunda-feira, 3 de setembro de 2012

O novo mundo do gourmet

Quando digo a alguém que não sei cozinhar (não considero que aquilo que eu faço se chame cozinhar) invariavelmente as pessoas olham para mim como se
a) eu fosse morrer de subnutrição porque coitadinha só devo comer coisas que não impliquem ligar o fogão (não sou assim tão limitada, ok?)
b) não saber cozinhar fizesse de mim uma pessoa indigna de habitar este planeta.
Ora eu sei fazer o essencial ou, como eu costumo dizer, "sei cozinhar para mim", o que significa que não sei fazer nenhum prato à moda de X ou Y, nem coisas que envolvam uma série de passos e mezinhas. E de momento não, não estou a pensar mudar essa situação. Primeiro porque não gosto assim muito de cozinhar (cozinhar, para mim, é uma tarefa e não um hobby) e depois porque não me apetece passar as poucas horas que tenho livres na cozinha, prefiro fazer outras coisas, são prioridades. O que parece é que agora cozinhar está na moda e em qualquer lado há pessoal com as suas coisinhas gourmet, e só compram nas lojas gourmet e só falam de gourmet para aqui e para ali e experiências gastronómicas e mimimi. E depois, tal e qual as testemunhas de Jeová, tentam evangelizar quem está à volta "e já viste os meus cozinhados? e é muito fácil de fazer, é só pores isto e aquilo e depois passas assim e assado"...er....ok, agradeço, mas não, obrigada. Sou muito feliz com as minhas sopinhas de legumes e os meus pratos de massa. Todas as ideias de execução em 5minutos são bem vindas, tudo o resto podem esquecer. Já sei que sou uma pessoa terrível por não gostar de "tachos" e por isso vou parar ao Inferno, paciência. Claro que gostava de receber pessoas cá em casa para provarem os meus petiscos, mas não me parece que seja para um futuro breve. Um dia, e tendo uma cara-metade apaixonada por receitas e afins, talvez me dê para isso.

6 comentários:

  1. Já gostei menos de cozinhar, tambñem já soube menos, mas há dias em que é algo que gosto mesmo de fazer :) *

    ResponderEliminar
  2. Para mim é por fases. Às vezes adoro cozinhar e passar horas na cozinha é um prazer, outras é para despachar sem morrer de fome, sempre saudável e tal. Aliás, as minhas ementas semanais (a sério, a revolução de uma vida) reflectem essas fases. Se me permites uma sugestão, as receitas da Joana Roque são todas fáceis e saem sempre bem!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Clementine: acredito que sim. Também contribui para a minha "causa" o facto de cozinhar só para mim no dia a dia, talvez por isso não tenha desenvolvido o gosto. O que me irrita são aquelas pessoas que me acham menos capaz por não saber fazer grandes pratos ou por não gostar de cozinhar, isso sim tira-me do sério.

    ResponderEliminar
  4. margarida: vou ver sim, obrigada! Eu gosto mesmo é de coisas rápidas e saudáveis (as minhas escolhas para o jantar) e também tenho as minhas ementas semanais, que eu sou uma dona de casa muito organizada, ahah.

    ResponderEliminar
  5. Eu confesso que tenho um gostinho especial a cozinhar, mas não me aventuro muito.
    Rica mãe...

    ResponderEliminar
  6. joana: eu nem me importo, se estiver com alguém e vou ajudando e isso, mas não é uma coisa que me dê muito prazer.

    ResponderEliminar