sábado, 8 de setembro de 2012

Nova máquina

Que é como quem diz tenho uma bicicleta nova. (Mais uma vez, "nova" é só mesmo uma expressão.) Obviamente que vai ter os mesmos sacos em rosa-pastilha-elástica que caracterizavam a máquina #1. Com a diferença que não chego com os pés ao chão nesta bicicleta por isso ainda tenho o chamado medinho (sou uma naba a pedalar, cada vez que subo para cima dela vejo a minha vida a andar para trás). Prometo fotos este fim de semana, tenho que ilustrar mais este blog com a realidade holandesa.

3 comentários:

  1. É a maturidade ciclistica. Eu tambem andei com medinho quando troquei para a minha bicicleta actual, das grandes, onde tambem nao chego com os pés ao chao. É questao de hábito, mesmo, mas nos primeiros tempos anda devagarinho. (e certifica-te que os travões estao a funcionar bem)

    ResponderEliminar
  2. p.s. e o truque é travar devagarinho e dar tempo para levantar e pôr o pé no chão.

    ResponderEliminar
  3. Eu devagar vou andar de certeza, e não, os meus travões não são grande coisa, os meus amigos estiveram a "tunar-me" a bicla e disseram que o problema é mesmo dentro do travão (o que quer que isso signifique) portanto vou limitar-me a andar dentro do meu ritmo pastelão. Quanto a sair da bicla, só consigo apoiando o pé esquerdo no pedal e pousando o direito no chão, o mesmo para começar, é sempre o esquerdo no pedal...acho que vou praticar fazer de outra maneira em caso de emergência :)

    ResponderEliminar