sábado, 11 de agosto de 2012

A Educação Física e as medalhas

Toda a polémica em torno das aulas de Educação Física e em como isso se reflecte em 50 mil coisas e acaba nos Jogos Olímpicos (?) e na falta de medalhas para Portugal é coisa para me deixar sem paciência. Sim, as aulas de Educação Física são importantes e até podem contribuir para se gostar de uma ou outra modalidade (eu acabei a jogar voleibol na equipa da escola) mas sinceramente enquanto as frequentei elas representaram o meu trauma semanal (ao ponto de me lembrar perfeitamente da alegria que foi ter a última aula). Ou a pessoa nascia com jeito para aquilo e o professor a usava como exemplo para execução de exercícios ou nada era feito para mudar isso. Ah e tal "serve para fomentar o gosto dos alunos pelo desporto". Tretas. As aulas eram uma mera frustração para todos aqueles que (como eu) tentavam, sem sucesso, repetir as piruetas e os saltos encarpados e no final levavam um 12. Porque até podem dizer que se deve ter em conta o esforço mas isso nunca é verdade, a pessoa não faz, não tem nota (e vendo bem a questão, até nem seria justo para todos os meus colegas que faziam toda a sequência na perfeição). Em contrapartida não sou uma pessoa que odeia desporto, pelo contrário. Gosto imenso de fazer aeróbica, pilates e ioga, vou com prazer ao ginásio, também corro, e um dia quando tiver tempo quero ver se aprendo a nadar em condições em vez do estilo foca que me caracteriza. Se foi graças às aulas de Educação Física? Não, de todo.
Já o Desporto Escolar, por outro lado, é uma excelente oportunidade que os miúdos têm de experimentar e competir em diferentes modalidades que de outra forma lhes estariam vedadas. Seja porque não há clubes nas redondezas (esqueçam-se de Lisboa e dos grandes centros e pensem em localidades sem tantas instalações desportivas, eu conheço umas quantas), seja por falta de capacidade financeira de frequentar actividades extracurriculares. E claro que é sempre um orgulho imenso competir pela nossa escola. Ainda hoje tenho um grande carinho pelo voleibol e guardo uma medalha de 2ºlugar que me foi dada há mais de uma década.

3 comentários:

  1. Lembro-me tão bem das aulas de EF... Era o horror da minha vida e das minhas amigas. O atletismo foi a minha única paixão.

    ResponderEliminar
  2. passei exactamente pelo mesmo que tu. Sempre foi desastrada e os professores gritavam comigo e odiava as aulas e odiava educação física. A minha sorte é que encontrei no 9º ano um professor com paciência para ensinar, melhorei e a partir daí nunca mais deixei de fazer desporto!

    ResponderEliminar
  3. Mas infelizmente parece que o nosso governo também quer poupar no desporto escolar e, por isso, vai ser cada vez mais difícil aos alunos (que não vivam numa cidade!) fazer desporto... é a vida... melhores tempos virão...(espero eu, que sou uma otimista por natureza!)

    ResponderEliminar