quinta-feira, 31 de maio de 2012

Junho aí à porta

Estamos, portanto, quase quase em Junho e se há mês com o qual simpatizo particularmente é este (nem mesmo os muitos anos de testes e exames me fizeram mudar de opinião)! Junho é o mês em que faço anos, é o mês das cerejas e dos manjericos, dos santos e do caldo verde, das festas na rua, é quando começa o verão e quando acabava a escola, é o mês que já cheira a férias mas ainda não é bem de férias, o que lhe dá aquele encanto da expectativa que sabe tão bem. Junho este ano vai-me trazer uma semana inteirinha na pátria, e acho que só por causa disso vai ser ainda mais awesome.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Lado lunar

Se há coisa que me põe a mil é a capacidade que algumas pessoas têm de complicar o que é simples. Aquelas pessoas que vêem sempre um problema. E depois outro. E outro. Dá-me uma certa comichão, aliás, roça mesmo ali a raiva. E depois fico ainda mais chateada porque me irritei com isso e porque devia ser superior e não ligar a estas coisas. Mas sou uma mente fraca, reconheço.

sábado, 26 de maio de 2012

A aproveitar o verão

A praia estava boa, tirando a água que era castanha e tinha alforrecas mutantes (juro, eram enormes!). Escusado será dizer que não meti mais do que os pés na água... Como a boa vida foi hoje, amanhã é dia de ser fada do lar e limpar a casa, lavar roupa e passar a ferro. Ainda bem que este fim de semana é grande, senão não poderia concretizar todos os planos que tenho na agenda!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Nunca pensei dizer isto aqui na Holanda

mas combinei ir amanhã à praia.

Peripécias

Aaaaargh, estou piursa. Fui agora ao supermercado e acabei de verificar que me marcaram duas vezes um artigo... claro que agora não tenho forma de provar que só comprei um. E sim, a loja já fechou, porque tudo aqui morre para o mundo às 18h. Que raiva.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

São oito e meia da noite

E estamos assim


Era só isto... Estou aqui a derreter, juro, o calor aqui suporta-se mesmo mal e a culpa deve ser desta humidade horrível.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Acho o que verão está aí. Ou pelo menos os 4 dias de verão que esta terra vai ter (prefiro nunca me iludir com a meteorologia por estes lados!). A verdade é que apesar do sol e das roupas leves e de tudo, o meu mood está cinzentão como um dia de chuva e nem sei bem porquê. Acho que após um período de euforia inicial com a nova vida e tudo aquilo que de fantástico estava a fazer a realidade me caiu em cima, e eu só espero que esta coisa seja temporária porque não tenho tempo para estas fases depressivas.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Às vezes

Gostava de ser menos complicada, de pensar menos, de me chatear menos e de preocupar menos com o que o que os outros pensam ou deixam de deixar. Às vezes precisava mesmo de ser mais egoísta.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

É assim que tudo começa

Quando vinha para cá uma rapariga aí dos seus 14 anos vira-se para a amiga e diz "cuidado, Inês, não vês que a senhora está aí sentada". A senhora era eu. Não estou preparada para isto.
Quando saio de Schipol e dou por mim num taxiing de mais de 10 minutos (portanto...sempre) juro que por instantes penso que afinal vamos descolar da Bélgica e ninguém me disse nada. Ou então vamos assim de rodas no chão até Portugal.

terça-feira, 15 de maio de 2012

As coisas boas da vida

Check-in feito, cartão de embarque na mão, presentes arrumados e em contagem decrescente para o regresso a casa. Pode parecer parvo, mas o meu primeiro pensamento foi "espero mesmo que esteja uma noite com céu limpo" porque vou querer apreciar em grande a aterragem em Lisboa. Se virem alguém coladíssimo à janela do avião, sou eu, a desfrutar de cada segundo da melhor forma de chegar a casa.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Para quem vê o Grey's Anatomy

Estou muito desiludida com o Hunt. Pronto, era só isto. Ah, não, e também já acabavam a série, antes de a estragarem totalmente. Agradecida.

Se não podes vencê-los...

Fartei-me de ser pequenina num país de gigantes e hoje calcei as minhas botas de cunha. Senti-me muito mais integrada, ah pois é!

domingo, 13 de maio de 2012

Domingo

Sempre que o sol brilha é ver os meus vizinhos sentados nas cadeiras à porta de casa, invariavelmente de calções e chinelos como se fosse um dia fabulástico de verão (não é, juro! está sol, o que é fofinho, mas não vamos exagerar e andar sem meias...ou sem casaco, por exemplo). Já eu, fui passear por aí, aproveitar um dia de alguma paz (o que não tem sido frequente, nem mesmo ao fim de semana) e comprar uns miminhos que vou levar para Portugal. Aliás, é a primeira vez que vou viajar sem nada, só com presentes (mas vou levar a mala para trazer coisas, claro... I wonder se será arriscado levar uma mala de porão vazia, alguém já experimentou?).

Home

Há palavras e imagens que têm um significado mais especial quando se está fora e estas são um exemplo. Sim, eu sei, só estou aqui há pouco mais de 2 meses, mas quando fiz a mala e saí do nosso rectângulo fi-lo sem ter qualquer data de regresso a curto ou médio prazo e por isso tenho dias, como hoje, onde sinto um pequeno vazio dentro de mim (ou qualquer outro nome que não consigo encontrar).


sábado, 12 de maio de 2012

Dramas no país das tulipas

Estou a considerar mudar de viatura, que é como quem diz, arranjar uma bicicleta melhor (ainda que não xpto, claro, que eu não estou interessada em gastar assim o meu ordenado). Mas pronto, se vocês vissem a minha iam compreender o meu desejo de mudança! Claro que, esquisita como sou, ainda não encontrei nenhuma que preenchesse os meus requisitos (odeio as típicas bicicletas holandesas, todas enormes e onde me sinto a 2 metros do chão!) e não custassem uma pequena fortuna, por isso continuo à espera de um milagre.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

O que nunca pensei dizer

Dei-me conta que cada vez que tenho de vir a pé para casa, à noite, dou por mim a desejar ter levado a minha bicicleta.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Relatividade

Os casacos que uso em Lisboa durante o Inverno são os mesmos que uso agora na Primavera aqui nos Países Baixos. Foi a conclusão profunda que tirei hoje durante a minha viagem diária de autocarro.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O meu primeiro desafio

Pois que este blog teve direito ao primeiro selo da sua existência (eish, está mesmo crescido ele). À Miss Pipeta agradeço a paciência para passar por aqui e ler as minhas divagações, e mais ainda o facto de as considerar inspiradoras! Quando comecei este blog não esperava ter um seguidor sequer. Não digo que não esperava que alguém comentasse, claro que sim, que o objectivo deste blog sempre foi ser uma espécie de diário de bordo mas com interacção desse lado (senão escrevia um diário em papel como quando tinha 10 anos, não é?), mas ter alguém meeeesmo interessado no que eu escrevo, epá isso nunca pensei, não. Não deixa de ser uma óptima surpresa!

Feita a introdução, 'bora lá às regras: 
1- Escolher 5 blogues com menos de 200 seguidores para atribuir o selinho;
2-Mostrar o agradecimento a quem atribuiu o selo, fazendo um link para o seu blog;
3-Colocar o selo no blog, listar os bloggers a que se atribui o selo e deixar um comentário nos seus blogues (para que tenham conhecimento);
4-Partilhar 5 factos aleatórios acerca da nossa pessoa, que ainda não sejam do conhecimento.

Depois de muito deliberar (ok, mentira), aqui ficam os factos aleatórios sobre a minha pessoa:
1-Adoro manhãs. Trabalho muito melhor de manhã com a sensação que tenho o dia todo pela frente!
2-Sou viciada em cereais, consigo comer caixas e caixas (se calhar vou mas é comprar acções da Nestlé...).
3-Gosto de arrumar e organizar. Seja o que for. Papéis, roupeiro, secretária, ... tudo! E já se sabe, quanto mais coisas tiver para fazer (que não as arrumações, obviamente), mais vontade tenho de arrumar.
4-Faço listas para tudo (compras, despesas, to do, etc etc).
5-Tenho uma veia de agente imobiliária: adoro ver todo e qualquer programa que envolva casas (aqui na Holanda há um que acompanha a visita dos potenciais compradores à casa e faz-se uma avaliação da mesma, analisando possíveis obras e afins). E depois todos os programas relacionados com decoração, desde o "Querido, mudei a casa" até aos seus homónimos por este mundo fora. Podia ser pior, pronto (ou se calhar não...).

Passo a batata quente às seguintes meninas:


Não se sintam obrigadas a escrever, isto foi apenas uma coisa que eu achei piada, não é para ser uma seca para ninguém, obviamente!



domingo, 6 de maio de 2012

Saudade

Falta uma semana e meia para voltar a aterrar em Lisboa e de repente parece-me que foi noutra vida que lá estive a última vez.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Momento cultural do dia

Pois que hoje comemora-se na Holanda o Remembrance Day. Originalmente, recordavam-se todos aqueles que perderam a vida durante a Segunda Guerra Mundial mas, e segundo o Google (que isto eu não fazia ideia), foram também incluídos todos aqueles que morreram noutros confrontos desde então. Por todo o lado vêem-se bandeiras a meia haste e às 20.00 fazem-se 2 minutos de silêncio. Até os supermercados, geralmente abertos até às 21h, fecham (confesso que fiquei surpreendida pela adesão)! Hoje a caminho de casa tive oportunidade de ver as comemorações, com o cortejo, imensas coroas de flores, homens com o uniforme do exército, veteranos de guerra, uma banda militar (?) e muita muita gente. Juro que, piegas como sou, me comovi um bocadinho, mas ao mesmo tempo achei bonito. Sobretudo por ser levado tão a sério, tantos anos depois, facto que apreciei bastante.


quarta-feira, 2 de maio de 2012

Sem pachorra

Para as conversas acerca do Pingo Doce. Sobretudo para os extremistas que acham que é uma vergonha isto acontecer no dia 1 de Maio e que por isso o nosso país nunca há-de ir a lado nenhum (pessoas, por aqui trabalha-se dia 1 e em muitos outros sítios também, não é por isso que a Holanda vai ou deixa de ir seja onde for. Mas isso sou eu que acho que os direitos se fazem todos os dias e não com meia dúzia de palavras de ordem de que já ninguém se lembra dia 2 de Maio).