quinta-feira, 29 de março de 2012

E com Abril chega uma nova era

Não só vou mudar de casa como decidi que vou passar a frequentar o ginásio (ainda não sei ao certo onde é que vou encaixar esse tempo, mas tenho de arranjar qualquer coisa).  Pelo meio, mantém-se o holandês que me vai dando que fazer (isto assumindo que eu até lhe dedicava muito tempo o que, sejamos sinceros, não tem acontecido...outra coisa que tem de mudar se quero conseguir dizer alguma coisa nesta língua). E no final do mês, chega a primeira viagem do ano! Bring it on!

quarta-feira, 28 de março de 2012

Estou curiosa

para saber como é que estas calças me ficam vestidas (isso e como é o tecido ao vivo e a cores).


(da Zara, pois claro)

É que se não forem mazinhas e não parecerem muito "de pijama", são óptimas candidatas para me acompanharem na sauna que vai ser o meu escritório durante o verão...

terça-feira, 27 de março de 2012

Juro

Os meus colegas franceses dizem qualquer coisa como "contrrôlôs" e o meu cérebro não processou. Aliás, cheguei a pensar que se tratava de uma palavra super específica que eu desconhecia até que se fez luz: "control laws".

Dos horários

Quase um mês depois (ainda não percebi se me sinto como se estivesse aqui há muito tempo ou como se tivesse chegado ontem) ainda não eduquei o meu estômago para os novos horários das refeições. Isto porque eu tenho um metabolismo muito rápido e não consigo fazer só três refeições por dia (pequeno-almoço, almoço e jantar), não, eu preciso de comer qualquer coisa a meio da manhã... e a meio da tarde... e antes de ir para a cama. Resumindo, passo o dia a comer. O intervalo que mais me custa é o da tarde, uma vez que chego a casa só por volta das 19h e o meu último snack já ficou para trás há muito tempo. Juntando a isto o tempo de fazer o jantar, fico esfomeada! E sim, já experimentei atrasar o snack mas depois janto mais tarde porque não tenho fome e acabo por me deitar tarde e depois durmo pouco, uma canseira! Vou ter de trabalhar mais este timing. Serious business.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Desilusões

Tenho um jeito natural para perceber conversas no ar. Aquelas conversas que se desenrolam com apenas uma troca de olhares entre duas ou mais pessoas e que tem como finalidade esconder algo do resto do grupo. Não me perguntem porquê, mas apanho muito facilmente o que me tentam esconder. E é sempre nestas alturas que acabo por ir lascando a imagem (e a consideração) que tenho pelas pessoas, um bocadinho de cada vez. Mas se calhar sou eu que sou esquisita. Acreditem, que já pensei a sério no assunto.

domingo, 25 de março de 2012

Success!

Hoje consegui perceber a senhora da caixa no supermercado aqui da rua. E mais, consegui perceber os números das linhas dos comboios e respectivos horários anunciados no microfone da estação! São estas pequenas alegrias que me fazem acreditar que ando de facto a fazer qualquer coisinha nas aulas de holandês.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Se há coisa que me faz espécie

é aquele tipo de pessoas que tem uma necessidade quase patológica de receber atenção. Têm que estar sempre no centro de todos os planos e fazem de tudo para agradar e garantir que não são esquecidas. É que uma coisa é ser simpática outra coisa é todo este esforço que nunca deixa de me parecer "fake".

Ando com desejos

De ir às compras! Correr tudo: Zara, Mango, Massimo Dutti, H&M, ... tudo a que tiver direito! Tenho saudades de entrar em lojas e experimentar roupa, ahahah, será sinal de loucura? Pena que aqui não haja Uterque (sim, eu fui pesquisar), mas por outro lado a carteira agradece. Acho que do próximo fim de semana não passa.

Aaaaaaaaah, a Primavera

O weather channel "marcava" 19º, achei que era importante ficar registado aqui no blog. Sim, que eu senti estes 19 graus como um super dia de verão! Ahahahah.

quarta-feira, 21 de março de 2012

É o drama

O que me chateia no facto de aqui os escritórios (e todos os espaços interiores em geral) estarem sempre super quentes (para além de não gostar) é que vou acabar por usar quase a mesma roupa no verão e no inverno (já que não tenho ar condicionado). Isto tem lá jeito, senhores! E depois a minha inspiração para fazer novos conjuntos? (Eu sei que isto são assuntos super relevantes, mas ninguém disse que isto era um blog culto e sério, ahah).
Quase todos os dias me cruzo com um pai que leva os três filhos (imagino eu) à escola: dois deles sentados numa espécie de "caixa" de madeira na bicicleta e a mais velha (aí com uns 4 anos) a pedalar ao lado. Um amor! Só ainda não tirei fotografia porque tenho vergonha. Como esta bicicleta com o apetrecho especial para transportar as crianças é muito comum aqui e eu acho imensa piada, aqui vão umas fotografias que tirei da net.


(daqui, se quiserem comprar uma coisa igual para transportar os vossos rebentos)

Irrita-me quando me dizem "ah, mas agora estás num país civilizado, as coisas são assim" (onde o assim serve para tudo e mais alguma coisa). Isto é suposto significar o quê? Que aqui o pessoal é super exemplar? Por exemplo, não sei se tive azar com a cidade ou não, e também não é minha intenção generalizar, mas aqui quase nenhum holandês com quem me cruzei respeitou a ordem de chegada à paragem para entrar no autocarro, entraram e pronto. E se forem contra alguém não há desculpe qualquer coisinha, é seguir em frente e já está! Mas que param todos na passadeira, isso é um facto. Ainda fico maravilhada sempre que consigo atravessar à primeira tentativa!

segunda-feira, 19 de março de 2012

Ah e tal saber alemão dá um jeitaço

Tretas! O meu holandês (ainda embrionário, coitadinho) tem um sotaque alemão que se topa a léguas, o que significa que não leio/digo as coisas como devia mas sim com um toque tão Deutsch que me irrita a mim própria. É que nem os números (que eu achava que sabia, só modéstia, ahahah) eu consigo dizer sem ter de parar 2 minutos para me concentrar. E fazer frases? Pois. Ainda está de chuva. Não vou além do "como te chamas?" e "o meu nome é...". Baby steps, portanto.

Nota após frustração: OK,o alemão ajuda a perceber algumas palavras, mas não é de todo tão helpful como me tinham dito. Sinto-me enganada, portanto.

domingo, 18 de março de 2012

Gosto de domingos caseiros

Domingo é o dia em que aproveito para lavar e secar a roupa, bem como mudar a cama e limpar a casa. Nestas alturas não me importo nada que esteja cinzento lá fora, aliás, até acho muito mais acolhedor! Hoje juntei às tarefas habituais a escolha dos meus dias de férias, pelo que tenho andado entretida a variar preços e destinos. A altura de feriados aqui na Holanda está pela hora da morte e os voos para Portugal no verão também estão ao preço de um pequeno país algures no Pacífico, pelo que a escolha não está nada fácil... Seja como for, a primeira viagem do ano está já marcada e é a norte:


sábado, 17 de março de 2012

It's St Patrick's Day

E por cá há festa.

(estes posters são fixes)

E no país das bicicletas...anda-se de bicicleta, pois claro

A minha primeira viagem foi na verdade como "pendura", que é qualquer coisa como ir assim


Um verdadeiro "pendura" holandês vai a correr atrás da bicicleta e atira-se para se sentar, mas eu comecei paradinha, que para partir a cabeça já era suficiente assim. No final, correu tudo bem, tirando a imensa dor de rabo que uma viagem mais longa provoca (pessoas, sigam o meu conselho e arranjem qualquer coisa almofadada). Bicicleta mesmo minha só no fim do mês, embora ainda esteja a pensar se vale a pena investir numa "melhorzinha" (meaning, com mudanças) ou se fico com uma barata e já está. É que eu não uso assim tanto a bicicleta, porque até gosto bastante de andar a pé e não são assim tantas as deslocações onde teria que a usar. Claro que depois, se calhar, até me habituava a levar a bicla para pequenas distâncias.... Decisions, decisions!

quinta-feira, 15 de março de 2012

Uma pessoa percebe que já é considerada emigrante

quando diz a alguém de Portugal "fica ao pé da minha casa" e as pessoas pensam logo na minha casa holandesa, o que é interessante porque eu ainda sinto que a minha casa é em Lisboa.

Uma questão de perspectiva

O melhor de ainda não ter trazido muita roupa é que dou por mim a fazer as combinações mais improváveis com aquilo que tenho. A necessidade aguça mesmo o engenho!

segunda-feira, 12 de março de 2012

Em Roma sê romano

O meu holandês é nulo. Vá, mentira, sei contar pelo menos até 8, mas é batota porque sei Alemão e os números são praticamente iguais tirando um jeitinho na pronúncia (aliás, por isso não me "aventuro" mais do que o 8, porque ainda não vi como é que os holandeses dizem os restantes!). Sei dizer bom dia, por favor, obrigada e percebo a pergunta "quer recibo?" no supermercado. Isso e algumas palavras soltas, como tipos de carnes e outros artigos "de supermercado". Mas como sou uma pessoa teimosa e gosto mesmo de aprender línguas estou a tentar arranjar aulas de holandês para ver se me sinto menos outsider. Claro que não vou ficar fluente, nem é esse o meu objectivo, mas conseguir fazer uma conversinha básica no supermercado seria uma vitória!

sábado, 10 de março de 2012

Decisões

Não vou enganar ninguém: esta coisa de pegar na mala e deixar a pátria não é só um admirável e encantado mundo novo. E isto digo eu, que só cheguei aqui há duas semanas e ainda não sou ninguém para falar de saudade e afins. Mas a verdade verdadinha, é que os primeiros dias "sozinha" custam horrores. Qual entusiasmo, qual quê! No momento em que me vi sozinha nesta terra, à noite (à noite custa sempre mais), deu-me um grande grande aperto no coração. E quando no dia seguinte acordei e vi um céu cinzento, com telhados cinzentos e tudo à volta igualmente cinzento, o aperto voltou outra vez. Mas a verdade é que estou aqui porque assim o escolhi. Não vim por necessidade, vim por realização pessoal, e é disso que tenho de me lembrar todos os dias. Assim sendo, tomei a decisão de aproveitar o mais possível enquanto aqui viver. Sei, porque me conheço, que vou ter muitos dias em que vou querer enfiar-me no primeiro avião que houver para poder ter o melhor abraço do mundo, seja em Portugal ou noutro qualquer país, mas também sei que nunca me teria perdoado se não tivesse agarrado esta oportunidade, por isso não posso desperdiçá-la a carpir as mágoas. Mas sim, elas vão existir com toda a certeza neste blog. Hopefully, e é esse o meu desejo para 2012, este é ano em que vamos conseguir diminuir a distância e aí...the sky is the limit!

Diferenças culturais #2

Para a semana tenho um jantar às 6 e meia da tarde. Ainda estou maravilhada.

Das relações humanas

Apesar dos prazos para cumprir e dos deadlines da semana se aproximarem perigosamente, sexta-feira é um dia relaxado no escritório. Juro que em todo o lado cheirava a fim de semana! Aliás, está mesmo "instituído" que à sexta é dia de sair mais cedo e ir tomar qualquer coisa ao bar, numa amena confraternização inter departamental que aprecio bastante. Claro que é uma seca esta coisa de ser novo num sítio e ter quase a "obrigação" de sair e ser social, especialmente porque sou péssima em small talk (depois do básico "então e onde trabalhas/o que fazes?" e o sempre interessante "há quanto estás na Holanda?" e todas as relações possíveis com os temas, juro que chego a sentir o cérebro a fumegar para conseguir sacar mais coelhos da cartola, uma canseira!). Claro que às vezes há surpresas e conhecemos pessoas realmente interessantes e com quem conversar é um prazer. E aí fico sempre na dúvida de quem foi o "mérito" da conversa, se meu se da outra pessoa, ahahah.

terça-feira, 6 de março de 2012

A relativização das coisas

Hoje esteve sol. Quer dizer, sol é uma força de expressão, esteve um dia "luminoso" por oposição ao cinzento dos últimos dias. De facto, é mesmo tudo relativo.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Diferenças culturais

Enquanto eu escolho um prato normal na cantina (com coisas exóticas tipo carne e um acompanhamento), os holandeses tiram duas fatias de pão, um pacote de leite e uma sobremesa impossível de identificar. Não sei como conseguem comer assim todos os dias.

Desabafos de segunda-feira (todo e qualquer exagero é desculpado por esse facto)

Ainda agora comecei e já tenho tanto trabalho que nem sei para onde me virar. O tempo continua deprimente (acho que as minhas dores de cabeça são intensificadas por este cinzento-rato que todas as manhãs preenche o céu) e a chuva miudinha veio juntar-se à festa para ajudar ainda mais ao bom humor. A cereja em cima do bolo foram as obras ao lado do escritório todo o santo dia. Yup, mesmo por baixo da minha janela. Deus, de por acaso lês o meu blog, queria uma terça-feira mais calminha, ok? Agradecida.

Digam o que disserem

não há mais nenhum sítio com esta luz.


E hoje tenho saudades dela.

domingo, 4 de março de 2012

Um dia na vida do país das bicicletas






O prometido é devido e aqui vão algumas fotografias dos primeiros passeios pelo país das bicicletas. Amanhã é dia de trabalho e não me apetecia nada acordar cedo e fazer seja o que for (que vergonha, Agnes Maria...). Verdade seja dita, o trabalho a sério só começa amanhã, por isso não me posso começar já a queixar (daqui a umas semanas já não prometo o mesmo!). Fora de brincadeiras, não nego que tenho a mesma sensação do "primeiro dia de escola". Fingers crossed.

sexta-feira, 2 de março de 2012

Primeiras impressões

Agora que tenho uns 5 minutinhos, vim aqui deixar as minhas primeiras impressões desta minha nova aventura. Primeiro, tenho que dizer que fazer mudanças usando o avião como meio de transporte é um stress. O processo enfia-tralha-pesa-mala-retira-tralha cansa e deixa a sensação que nos estamos a esquecer de coisas muito importantes. Seja como for, acho que não deixei em Portugal nada que fosse essencial ou insubstituível, pelo que estou muito contente comigo mesma, ahah!
Quanto à Holanda... O que me afecta mais é os dias terem sempre a mesma luminosidade, isto desde as 7h até escurecer (o que acontece cedo). Sempre o mesmo cinzento e a mesmo neblina, deprimente! Maaaaas, atenção, que ainda não choveu (coisa que deve estar para breve, a acreditar na meteorologia) nem esteve muito frio (uns 8º, nada mau). Quando tiver mais tempo vou ver se posto umas fotografias cá do sítio, mas aviso já que a minha qualidade de fotógrafa deixa muito a desejar.
(Obrigada a todas pelos comentários!)

quinta-feira, 1 de março de 2012

Greetings from Benelux

Pois que já cá estou, já me instalei na minha caixa de fósforos (vulgo casa) temporária e aguardo ansiosamente o dia em que me vou instalar no meu cantinho "definitivo". Esta ausência total de sol está-me a baralhar o cérebro, mas nada que não se resolva com o hábito (espero eu). Gostava muito de contar mais coisas e visitar os vossos cantinhos mas ainda não tive tempo para isso, provavelmente no fim de semana quando puder respirar.