quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

(demasiado) pessoal e intransmissível

Não faço amigos com facilidade. Nunca fui daquelas pessoas que se integram logo e que são convidadas para todas as festas possíveis e imaginárias. Durante a adolescência não alinhei em diversos programas (um bocado parvos, há que admitir), o que me roubou a popularidade que poderia ter tido. Aliás, sempre me senti um bocadinho fora do meu ambiente, quase como se não estivesse na faixa etária "certa", se é que isso faz algum sentido. Acho que só na faculdade encontrei verdadeiramente o meu lugar. E as pessoas e os programas que me agradavam. Como se pela primeira vez não estivesse a mais. Contudo, nunca perdi essa sensação. E com uma mudança de país a aproximar-se e novas pessoas para conhecer, sinto a pressão. Não sou como alguns colegas  que se dão com toda a gente e vão a festas todos os dias e têm uma agenda cheia de contactos e amigos (?). Não sei se vou conseguir mostrar interesse nos programas que vão surgir, porque não aprecio o espírito de Erasmus party que ainda mora em muita gente já a queimar os últimos cartuchos dos 20's (nada contra, apenas não faz o meu género). A verdade, é que estou muito contente com o novo rumo da minha vida, mas não nego que também tenho medo de não conseguir encaixar nesta nova realidade. Sim, eu sei que consigo ser uma drama queen. E não, não sou um bicho anti-social que não se dá com pessoas em geral, apenas não sou um party animal, o que dá imenso jeito quando se é novo em algum sítio e ainda não se encontrou um lugar ao sol.

5 comentários:

  1. Relaxa:) Estou certa que encontrarás outras "non party persons" e te integras na boa:D

    **

    ResponderEliminar
  2. Há sempre alguém como nós por aí, pelo caminho temos é de conhecer alguns completamente diferentes.

    ResponderEliminar
  3. Papoila: relaxar é que não é comigo, ahahah. Mas vou tentar, até porque tem mesmo de ser, não vale a pena o stress.
    Gasper: Gostei da filosofia, mesmo!
    Obrigada às duas **

    ResponderEliminar
  4. Desejo te as maiores felicidades nos teus desafios, arriscar e a parte mais dificil ... dpois e acreditar e dar o nosso melhor.
    Eu tb nunca fui de me dar com todos, de ser a mais popular. Cada um e como e e o mais impt mesmo e sermos felizes ao fnal do dia, á nossa maneira.
    um beijinho enorme

    ResponderEliminar
  5. Obrigada, Mia! Um beijinho muito grande para ti *

    ResponderEliminar