segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Ora então, Feliz Natal

Este ano não faço ideia do que se esconde debaixo da árvore de Natal e confesso que acho piada ao factor surpresa. Eu sei que o Natal é mais do que os presentes e partilho dessa filosofia, mas também gosto muito de voltar a ser criança neste dia e gosto muito de receber prendinhas, pois claro.
A todos os que passam por aqui, um Natal muito feliz. Aproveitem a companhia da família e comam doces sem remorsos, é só um dia por ano (vá, no máximo dois, nada de abusar da sorte).

sábado, 22 de dezembro de 2012

As coisas a que uma filha está sujeita

A minha mãe andou em arrumações (imitadora!) e decidiu invadir o meu armário com coisas dela. Acho que estou a ser posta fora de casa...

PS- Em contrapartida ganhei uma carteira muito gira, directamente do "baú". Gosto tanto!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O meu fim do mundo

Revirei os armários todos e estou em processo de arrumação. Para quê acumular tanta tralha que nunca uso? Ná, este ano acabou-se. Nada como fazer uma selecção do que está bom, do que posso dar, do que não tem esperança. E sinto-me muito melhor! Se eu tivesse que estar muitos dias em casa acho que  o fim do mundo começava por aqui, ahah.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

De mim para mim

Os meus pés têm hábitos mais "finos" do que a minha carteira: os sapatos de plástico fazem-me transpirar como se não houvesse amanhã, as sabrinas de 90% das lojas magoam-me nos calcanhares, enfim, esqueçam os produtos tipo Zara e afins, que tirando botas não consigo usar nada. Uma tristeza. Por isso, como me portei muito bem este ano (cof cof cof), decidi oferecer-me um par de sabrinas pretas, clássicas, sem nada de especial, da Pretty Ballerinas. Não fosse elas terem ficado muito estranhas na fotografia, até acrescentava a imagem, assim sendo vou só roubar da internet:

Gosto tanto delas!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

sábado, 15 de dezembro de 2012

Oups

Uma pessoa percebe que mora mais aqui do que "em casa" quando faz uma mala para 3 semanas fora da Holanda e repara que não se nota grande diferença nos armários. É toda uma perspectiva aterradora pensar como raio me vou mudar daqui quando o meu contrato acabar...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Um ano em cheio


Este ano, por pouco que Schiphol não foi a minha segunda casa. A verdade é que, para fazer visitas ou apenas turismo, este foi o ano em que mais andei de um lado para o outro (uma média de uma viagem por mês!). Viajar é sem dúvida o melhor "luxo" que posso ter.
Em jeito de "2012 em imagens", aqui fica a lista ilustrada para mais tarde recordar.

Copenhaga

Londres

O "campo" inglês

"A" viagem, NY

Pelo meio, algumas viagens a casa 
 
e passeios pela Holanda 

Antes do ano acabar ainda vamos ter um destino que está pendente desde...hm...2003. Edimburgo! Finalmente, a Escócia!


Foi um ano farto, venha o próximo.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Constatações meteorológicas

A intensidade do frio mede-se pelo facto de ser ou não suportável andar sem luvas. Isso e pela sensibilidade (ou falta dela...) na cara ao fim de 2 minutos a pedalar.

Ainda só é quarta feira...

Se o arrependimento matasse já aqui ficava... Devia taaanto ter marcado o meu voo para este fim de semana e não a meio da próxima semana! Estou aqui que não aguento mais para ir para casa. E os meus colegas já estão fartos de me ouvir "bolas, Agnes, mas já vais estar tanto tempo em casa". Não, não vou. É isso e aquelas pessoas que vão 3 dias a casa no Natal e voltam logo a correr para passar aqui o fim de ano. Desculpem, não entendo. Eu dava tudo por mais uns dias com a minha família.

(sim, estou em modo piegas)

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

As coisas surreais que me acontecem por aí

Desde sempre que atraio as situações e pessoas mais bizarras nos transportes públicos. As minhas histórias na Carris davam toda uma novela (Carris! ahhh, as saudades! quem havia de dizer que afinal até funcionas bem!) mas no país das tulipas foi hoje a primeira vez que fui abordada por outra pessoa. Assim sem mais nem menos, uma senhora dos seus 50 e muitos anos senta-se ao meu lado e desata a falar em holandês. Não sei o que achei mais surpreendente, o facto de eu até perceber o que ela me estava a dizer, se ela ter começado uma conversa comigo, just like that. Mas não pensem que foi uma conversa de "então e o autocarro veio atrasado, não?", nada disso! Foi toda uma história de vida. Saber que não é de cá (aaah, 'tá tudo explicado), que chegou há um ano e anda a aprender holandês (aí fiquei desmoralizada porque a mulher falava pelos cotovelos, numa fluência impressionante), que ia fazer um exame porque precisava de ter um exame de língua por não ser da União Europeia, mostrou-me os apontamentos das aulas, muito orgulhosa do seu caderno com os verbos e o vocabulário todo, comentou que os bilhetes estão mais caros agora com a nova empresa de transportes, perguntou se eu sabia quanto se pagava agora pelas viagens, e de onde eu era, e o que fazia, e tudo e tudo. Foi uma loooonga viagem de autocarro, a tentar articular frases em holandês e desejar que a minha paragem chegasse depressa. É que a senhora até era simpática e a mim custa-me despachar alguém. Só ia escrevendo mensagens no telemóvel, à espera que ela parasse de falar porque o meu cérebro só aguenta uma certa quantidade de holandês por dia e hoje foi claramente ultrapassada... Para a próxima, não me esqueço dos phones em casa, é certo.

sábado, 8 de dezembro de 2012

Um Sábado de sol (mas frio, muito frio)

Aproveitei e fui fazer as últimas compras de Natal, com direito a voltinha no mercado e petisco holandês, o kibling, que é como diz, bacalhau frito. Confesso que nunca tinha provado e até gostei! Molham o bacalhau num molho à escolha e pronto, depois é só sentir o colestrol a entrar na veia.


Pelo caminho, armei-me em turista e tirei algumas fotos com o telemóvel. Moro numa cidade de bonecas, é o que é. E sim, o que vêem no canal é mesmo gelo!


 (ok, este é uma pista de gelo, não conta, obviamente)


sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Afinal sobrevivi

Ok, na hora de sair de casa duvidei um bocado de que seria capaz de chegar ao trabalho nas horas seguintes (nevava imenso... ok, nevava para caraças é capaz de ser a expressão mais adequada). A verdade é que acabou por não ser tão mau como anunciavam e, como sou turista, obviamente que tirei fotografias para a posteridade. 


quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Esqueçam a previsão dos Maias...o fim do mundo é amanhã

Pelo menos, é o que me está a parecer de acordo com o aviso que recebi:

" Reports are coming in that the weather scenario for tomorrow could not
be worse. From midnight snow will begin falling in the Netherlands.
Weeronline.nl expects the fiercest storms to occur in the west during
the morning rush-hour. They are predicting an average of 10 to 12 cm
in this area, with local drifting up to 15 cm and more.

The worst snowfall is predicted to be between 7 and 9 o'clock in the
morning. Strong winds may also give rise to blizzard conditions and
snow drifts. Together with poor visibility, these conditions will
cause additional danger on the road and lanes may be closed."

Pronto,  está tudo muito certo, agora vamos lá ver como raio vou trabalhar amanhã, se é que vou trabalhar amanhã. A verificar-se este cenário de apocalipse, adivinho já paralesia total dos autocarros... Vai ser interessante. Mi aguardem.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

O desespero final

Faltam 2 semanas para chegar a casa. A casa que vai ter a árvore de Natal de sempre à minha espera e a mesa posta com doces e o meu prato preferido. E vai cheirar a velas de frutos vermelhos, daquelas que se vendem no IKEA e que a minha mãe queima religiosamente no hall de entrada. E de repente os dias parecem-me mais longos porque ainda faltam duas semanas e o calendário teima em não avançar. E as semanas estão a ser sequências intermináveis de dias e eu estou cansada, tão cansada, que dava tudo pelo sofá da minha sala. O sofá da minha sala verdadeira.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Eu juro que gostava

Vejo aqueles blogs com pessoal cheio de estilo a passear por NY, Paris ou Londres com uns casaquinhos finos, uma blusa e um cachecol mais a atirar para o féchion do que propriamente a "tirar" o frio e juro que não compreendo como é que possível não morrer de hipotermia. Olho para o meu outfit diário que inclui obrigatoriamente um kispo do estilo michelin e ... pois... não dá, tem mesmo que ser isto (e ainda nem começaram as temperaturas negativas!). Estou condenada a ser uma pessoa sem estilo, mas ao menos ando quentinha. (e sim, tenho pena porque o casaco michelin cansa p'ra caraças... acho que vou comprar mais um ou dois em cores diferentes para não sentir que estou sempre a vestir a mesma roupa).

domingo, 2 de dezembro de 2012

É que têm todos o mesmo discurso...

Tenho bons amigos italianos mas se há coisa da qual não tenho paciência para falar com eles é de...comida italiana! A sério, gente, não há povo mais picuinhas do que aquele, não se aguenta. Um italiano acha que só um italiano sabe cozinhar comida italiana. Não interessa, é uma coisa qualquer que está no código genético e não há nada que vocês possam fazer contra isso. E mesmo os italianos que têm restaurantes...não é certo que sejam aprovados pelos compatriotas. Por isso, esqueçam sugerir um restaurante italiano para ir jantar com um grupo de pessoas. Os italianos estarão sempre a dizer se aquilo é na verdade assim ou assado, e que nenhuma pizza de gente leva ananás (não interessa se é bom, se fica bem...então porquê? adivinharam: porque uma pizza não leva ananás e é assim que as coisas são), que o molho da massa tem na verdade mais 0.01 cl de molho do que é suposto e oh meu deus que o prato ficou arruinado, que a massa está mais cozida do que é suposto (porque ficou mais 30 segundos ao lume...e isto podia ser eu a gozar, mas juro que ouvi, embora em casa de um colega), ou que o prato que se chama penne al pesto até está bom mas não é seguramente penne al pesto porque tem demasiado molho (ênfase que o "demasiado" se mede em micro mililitros). E nem ousem, jamais em tempo algum, cortar qualquer tipo de massa, isso é uma heresia que vos põe no inferno dos que ofenderam os deuses pastianos. Às vezes cansa-me, juro. E também juro que, por mim, cada um pode comer o bacalhau como quiser, que afinal, dizem que há centenas de receitas com ele e não fico chocada se alguém o quiser com ananás.

sábado, 1 de dezembro de 2012

E de repente é Natal

A prová-lo, temos a árvore com enfeites vermelhos e luzinhas a piscar na sala cá de casa. É provável que nos tenhamos de vir a desfazer deste pedaço de Natal que comprámos, mas a verdade é que de alguma forma nos faz sentir mais em casa, mesmo que esta não seja a nossa casa.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Momento cultural do dia #7

Hoje aprendi que o nome inglês Roosevelt vem das palavras holandesas roos e veld e significa, portanto, "campo de rosas". Achei curioso!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Christmas: and so it begins

Eu sou uma pessoa das "antigas" e adoro enviar e receber postais de Natal. Não há nada melhor do que receber uma carta personalizada, bem longe dos formatos electrónicos que num clique enviam a mesma mensagem para 500 pessoas.



quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A derradeira integração

Fui ao supermercado depois do trabalho buscar um litro de leite, cereais e pão. Assim mesmo, três míseras coisas. Tive a conversa de sempre com a moça da caixa "tem cartão de bónus?", "sim", "obrigada", "quer recibo?", "sim, por favor", tudo em holandês, para terminar em beleza com um "tenha uma boa noite". A caminho de casa percebi que depois disto quase que mereço a cidadania.


Adenda: Este post é altamente irónico. Sempre foi uma coisa que me fez imensa confusão: os holandeses vão às compras com uma regularidade imensa e de cada vez trazem duas ou três coisinhas, e o jantar do próprio dia. Hoje foi a minha vez. Acho que depois disto posso dizer que moro na Holanda.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O dia seguinte

Decidi pela primeira vez em muitos (muitos!) meses levantar o rabo do sofá e ir correr. Aos primeiros 100m julguei que ia morrer, depois tive alguma vergonha de parar logo e aguentei até ao final do canal e pronto...corri 2.5km, obviamente que com muitas fases em que andava depressa e não corria (porque senão acho que me dava uma coisinha), mas não está mal. Cheguei a casa e ainda decidi fazer pilates porque ah e tal é bom para as costas e eu preciso de trabalhar a postura. Conclusão, hoje pareço um pinguim a andar. E dói-me tudo quando subo e desço escadas, e ainda por cima fico que nem posso dos abdominais quando me rio (e também gosto da expressão "fico que nem posso"). Conclusão, o dia seguinte é lixado e isto devia-me servir de lição para não me armar em esperta e fazer este programa mais vezes.

domingo, 18 de novembro de 2012

Laranja e mel

Experimentei este fim de semana e gostei muito! E o engraçado é que no frasco de mel, para além do Holandês e do Inglês, o rótulo tem ainda indicações em Português! Nunca me tinha acontecido por estes lados.

sábado, 17 de novembro de 2012

As compras de Natal

Pois é, hoje sem dar por isso passei uma tarde inteira na internet a ver todos os sites e mais alguns para escolher os presentes de Natal deste ano. Não é que eu ofereça muitos presentes (de todo) mas os que ofereço exigem-me bastante imaginação e outra tanta pesquisa (não gosto de dar por dar e faço questão que seja uma coisa que a pessoa goste mesmo ou que lhe seja útil). Ainda por cima, não vou poder andar às compras em terras lusas quando voltar à pátria para as férias, por isso vou ter que tratar de tudo aqui no burgo (e eu moro no campo, pessoas) e garantir que, caso encomende alguma online, a coisa chegue aqui antes de eu apanhar o avião (o que não é linear se eu escolher tudo à última da hora). Por isso aqui estou eu, mulher prevenida, com a minha listinha e um resultado desolador: das 7 pessoas listadas tenho um presente decidido e um em "stand-by". Amanhã vou ver ao vivo algumas das coisas que vi hoje na net (isto é o campo mas as lojas estão online, ah pois). Vai ser um mês interessante, vai...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

domingo, 11 de novembro de 2012

Voltei à Europa

Aterrei às 5h30, essa hora fantástica, e agora estou aqui com aquela sensação de ter dormido o voo todo mas não ter dormido "de noite". Aproveitei o jet lag e  li os 97 emails que tinha no meu email pessoal (como é que é possível?!) e sinceramente até fiquei com medo de abrir o outro (onde vai parar tudo o que é promoção ou publicidade). Confesso que já tinha saudades do estaminé e por isso resolvi vir aqui dizer que correu tudo bem, o Sandy já não estava, sobrevivi à tempestade de neve e ao frio e agora toca a regressar à vidinha de todos os dias. Prometo fotos assim que assentar arraiais na terra das tulipas.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

"Start spreading the news, I'm leaving today"

Não é hoje, mas é já amanhã que vou de férias (e que falta me estão a fazer!). E depois disso, Nova Iorque vai estar já ali ao virar da esquina, que é como quem diz, da semana, espero que já "ressacada" do Sandy (ou da Sandy, como preferirem). Esperei muitos anos por esta viagem, quero aproveitar tudo a que tenho direito. Até daqui a uma dúzia de dias!


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Depressão de inverno

Ok, é oficial: odeio o novo horário! Pessoas, aqui anoitece às 17h (noite cerrada...) e a tendência é para piorar. Para começar ainda melhor a semana, esteve um dia cinzento e com chuva, a fazer lembrar aqueles sítios onde há 6 meses de noite e 6 meses de dia. E ainda agora começou.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Coisas que mexem comigo

Recentemente dois colegas meus foram abordados por dois polícias que lhes pediram a identificação enquanto eles andavam na rua ao início da noite. Ao que parece, viraram-se para os meus colegas e explicaram "ah, vocês não têm aspecto de pessoas daqui" e "andam por aqui a assaltar casas, quisémos verificar". Eu juro que fiquei parva quando soube. Não sei se sou eu que ando muito sensível de andar a ler o "The Help" (nunca vi o filme) mas fiquei bastante incomodada com a situação. Então agora por termos o cabelo castanho e um ar muito pouco holandês vamos ter alguém a verificar-nos os BI's, não vá dar-se o caso de sermos uns malandros que para aqui andamos, que toda a gente sabe que pessoas de cabelo escuro não são de confiança? E isto implica que se tiver um aspecto muito holandês já posso passar na boa? Vamos desatar a julgar as pessoas pela "raça"? Ao menos não diziam nada, verificavam e pronto. Agora esta explicação caiu-me mesmo mal.

domingo, 21 de outubro de 2012

Depois não digam que sou eu

Se há época do ano que eu adoro é o Natal. Aliás, toda a gente sabe que chegamos a meio de Novembro e eu já estou com vontade de tirar dos caixotes todos os enfeitos e a árvore e tudo o mais. E também toda  a gente me diz que eu penso no Natal demasiado cedo. Pois bem, aqui é Natal desde esta semana! Se calhar estou no país certo e não sabia, ahah!


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

A Natureza aqui tão perto

Ao pé do sítio onde trabalho há um lago com patinhos. Por momentos, e enquanto atravesso a zona, sinto uma imensa paz interior.


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Engraçado

Quando já tinha praticamente descartado uma possibilidade, aliás, mais do que isso, quando já tinha aprendido a gostar da minha alternativa, vem a vida e abre discretamente essa porta. O curioso é que já não sei se estou propriamente contente com a possibilidade da nova oportunidade. Os timings são realmente lixados.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cansaço, cansaço, cansaço

Tenho andado sem inspiração para escrever. Aliás, mais do que inspiração é mesmo vontade que me falta. Chego a casa exausta, faço a minha ronda pela blogosfera, falo no skype, leio um bocado e eis que chega outro dia, tudo de novo, desde as 7h da manhã. Estou a precisar de férias para recarregar baterias.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Planning is my middle name

A menos de um mês da tão desejada viagem a NY já tenho o meu plano de visita pronto. A minha paciência é tanta que recortei pequenos pedaços de papel, escrevi em cada um o que queria ver/visitar e depois foi só encaixar no calendário (literalmente!) de forma a optimizar os trajectos e os horários de abertura de museus. É nestas alturas que penso que passei ao lado de uma grande carreira numa agência de viagens, ahah.
Entretanto, e noutros domínios de planning, estão em jogo as minhas opções para um futuro a curto/médio prazo. Bem que me dava jeito poder arranjar tudo em pequenos papelinhos e arranjar um itenerário...

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Tira-me do sério

Quinta-feira passada ligaram-me para agendar obras no meu escritório, o que implicaria arranjar um espacinho para trabalhar durante um dia inteiro. Ok, a coisa não foi fácil mas lá acabei por arranjar uma solução. E sim, estava agendado para hoje. Quando não vi ninguém chegar de manhã comecei a desconfiar, até que à hora de almoço decido ligar para o senhor que me tinha telefonado "ah, pois, foi agendado para outro dia". Er...desculpe...mas agendado com quem exactamente? "Ah, nós ligámos mas não atendeu". Aaaah, portanto aquela coisa de deixar recados com as 50mil pessoas que trabalham no corredor, isso não, ou enviar um email, essa maravilha da tecnologia, toca é de "agendar" coisas sem perguntar a ninguém. Pois sim, senhor, escusam de me vir pedir outra vez, que eu só saio da minha cadeira quando chegarem à minha porta com os baldes e os pincéis. Os meus colegas comentaram logo "welcome to Holland". Aaaaah, obrigadinha, afinal isto é assim por aqui? E depois ainda falam mal do pessoal do Sul da Europa. Venham cá com estereótipos desses que eu juro que mordo. Sim, estou com mau feitio hoje, vou mas é ver séries ver se passa.

domingo, 7 de outubro de 2012

Dutch Sunday

Ter visitas em casa é sinónimo de almoçar Pannenkoeken, uma espécie de panquecas que tanto podem ser doces como salgadas e que deixam qualquer um sem apetite até ao jantar (para verem a escala é só reparar no copo ali à direita na imagem):

Ainda dei uma voltinha de barco pelos canais, coisa que em 7 meses nunca tinha feito. Realmente, isto é mesmo giro, acho que de andar por cá todos os dias acabo por me esquecer disso.
Para hoje à noite, ainda tinha um convite para jantar, mas sinceramente só me apetece é estar um bocado sozinha em casa, com o meu computador ou um livro. Não sei se estou a ficar velha, mas sinto que cada vez menos pessoas aqui me compreendem já que a ideia de um fim de semana relaxado é coisa que não lhes assiste muito.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

A isto chama-se integração

Todos os dias vejo o buienradar (literalmente "the showers' radar") que mostra a distribuição da precipitação por região e por hora. Hoje cheguei a casa mesmo antes desta mega "nuvem" que varre a região. (Foi obviamente sorte porque em qualquer outro dia a chuva começa a cair à hora em que sou suposta sair e só pára quando já é provável eu estar em casa. E claro, independentemente da hora de saída.)
Seja como for, o buienradar é o meu professor Mambo pessoal, ahah.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Chegaram

Já tenho os meus livros de Alemão, hobby ao qual me vou dedicar sempre que tenha um tempinho livre. Como este ano não me pude inscrever no Goethe comprei os mesmo livros que usaria lá e vou estudar sozinha, vamos ver no que isto vai dar. Quando disse a um colega meu (alemão) que queria aprender melhor a língua ele vira-se "mas vais viver para a Alemanha?"...er....não. "E estás a pensar ir?"...hmmm, não é a minha ideia, mas não digo que não. "Então estás a aprender porquê?"...hmm, porque queria saber bem uma outra língua para além do Inglês (o Francês está demasiado esquecido algures no Básico), será assim tão estranho? Eu gosto de aprender línguas, e de alguma forma, ao saber apenas Inglês, embora com um nível bastante avançado, sinto-me algo "limitada" e gostava imenso de me conseguir exprimir decentemente numa outra língua estrangeira. (E não, o Holandês não conta porque eu em Junho acabo o curso e, a não ser que a minha vida mude em relação ao "previsto", não estou a pensar continuar - isto é mesmo for fun e para não me sentir um ET em terras holandesas, e, claro, se ajudar com o Alemão tanto melhor!).

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Chegar a "casa"

Aterrei em Schiphol 7 vezes em 8 meses e noto que, com cada regresso, começo a habituar-me a esta "casa". O curioso é que com cada viagem sinto cada vez mais que a minha vida se desenrola à espera do deadline que (por enquanto) dita o fim da minha estadia no país da tulipas. Estar aqui por razões puramente profissionais (independentemente de todos os amigos que vá fazendo e dos bons momentos que aqui tenho vivido) faz-me sentir a viver em "hold", à espera de um futuro que se quer para breve.

domingo, 23 de setembro de 2012

Rotterdam

Apesar do frio que me fez arrepender de não ter levado luvas (sim, já estamos nessa fase) lá fui visitar Rotterdam, uma das cidades que me faltava conhecer na Holanda. Sinceramente, não achei nada de especial. Ao contrário das outras cidades holandeses (que são todas parecidas, com as mesmas casinhas, o mesmo centro, as mesmas coisas), Rotterdam é bastante diferente e podia ser uma cidade de qualquer outro país da Europa Central. Mas ao mesmo tempo, é demasiado "normal" e sem qualquer wow factor. Talvez num dia de sol tenha outro encanto, ou num dia mais movimentado do que um Domingo (que neste país é um deserto)... De qualquer forma, gostei de passar por lá. Ficam as fotos.

 (fui tomar uma bica ao Café Lisboa, claro)





 




sábado, 22 de setembro de 2012

O mundo incompreensível das dietas

Há pouco tempo fiquei a saber que tenho uma colega que está a seguir uma dietas de gorduras, que é como quem diz, só come gorduras todo o santo dia. Eu já nem vou discutir se isso resulta ou não em quilos a menos, mas que duvido da saúde da rapariga no final desta dieta, isso duvido. É que eu cá sou muito céptica nesta coisa das mezinhas e poções mágicas para perder peso. Tenho aquela ideia excêntrica de achar que as pessoas devem ter uma alimentação equilibrada e fazer algum exercício físico, sem passar fome, sem desatar a só comer "verdes" ou a deixar de lado os hidratos de carbono porque "fazem mal" (esta última faz-me particular espécie, não percebo como se pode deixar de lado uma fonte importantísisma de energia...). Mas também não tenho paciência para aquelas pessoas que só se preocupam com a dieta e estão sempre a pensar nas calorias ingeridas e consumidas e as assim-assim, ufa, deve ser uma canseira viver assim.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Bike reports

E após alguns dias de atraso, eis a bicicleta mais awesome de sempre *:


Já consigo ajustar a carteira enquanto pedalo (apenas se a carteira estiver no ombro direito) mas ainda continuo a ser péssima a pedalar sem a mão esquerda no guiador. Para além de que sou a pior pessoa de sempre a saltar da bicla, tenho que treinar uma forma mais "graciosa" de saltar sem parecer que me vou atirar de um prédio em chamas... De resto, tudo tranquilo. Só continuo a evitar estradas que têm muitos cruzamentos e odeio, mas odeio mesmo, os pavimentos de pedra (mais ou menos como o da fotografia), o mundo era bem melhor com as ciclovias de pavimento "liso"!
Acrescento só que melhorei o meu tempo entre a casa de uns amigos e a minha casa, fiquei muito orgulhosa do meu feito (convém dizer que o meu tempo record deve ser o tempo normal de praí 90% das pessoas). 

* Acho que lhe falta uma campainha (que não tem). Estou tentada a comprar uma às bolinhas, ou vá, pelo menos, de uma cor fofinha.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Nova cara

Apeteceu-me mudar o estaminé. Ia fazer aqui um trocadilho com as tendências da nova estação (expressão com que embirro particularmente) mas fica para depois.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Uff

Ando cansada. Para juntar à festa abateu-se sobre esta terra uma enorme trovoada, pelo que a partir das 5.30 (quando acordei com um trovão que mais parecia que a casa do lado tinha desabado) não dormi mais nada de jeito. Está bem que acordo às 7h, mas aquela hora e meia faz muita diferença, ok? E choveu tanto, tanto, tanto, que o meu cérebro meio a dormir só pensava que se calhar estava a cair demasiada água para um país tão baixo como a Holanda (o meu cérebro de pessoa semi a dormir é, portanto, um ser super consciente). Preciso urgentemente do fim do semana.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Da Holanda para o mundo

Ou pelo menos do meu computador para quem me lê (agora somos tantos!). Estive a arrumar fotografias e achei que estas ficavam aqui bem.