quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Muro das lamentações

Acho que cheguei à conclusão que o meu blog é, na verdade, o meu muro das lamentações. É quando estou mais desanimada ou irritada que me dá vontade de abrir o estaminé e carpir as mágoas. Nada a fazer, devo ter alma daqueles poetas melancólicos e sombrios que só têm inspiração para escrever o seu sofrimento. Ainda hoje, depois de tantos dias ao abandono, apeteceu-me iniciar a sessão naquela de desabafar as minhas dúvidas existenciais. Não estranhem se vierem daí dias cinzentos.

Sem comentários:

Enviar um comentário