quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O aumento dos impostos sobre os dois últimos escalões deixa-me um bocado estupefacta. Segundo as contas da SIC, um casal com 4700 euros (brutos) vai ver o seu imposto aumentado. E eu pergunto, isto é ser rico? Com imposto a 43%, o casal fica com cerca de 2600 euros o que, não sendo mau, não se pode considerar riqueza. E depois não há cá deduções com educação e casas e afins, nada disso. No fundo, é mais do mesmo. Se no futebol são 11 contra 11 e no fim ganha a Alemanha, nos impostos (que agora se chama solidariedade, aparentemente) acaba por ser o Governo contra o povo e no fim perde a classe média. O que eu vejo é que há um fosso cada vez maior entre os verdadeiramente ricos e os pobres. O que pensará o trabalhador/assalariado Amorim?

Nota a leitores sensíveis: Não digo que esta classe média viva mal, não digo que não estejam bem face aos 500 euros que muita gente recebe por mês, o que quero salientar é a forma como se continuam a proteger grandes fortunas e a destruir a classe média, que ganha mais do que o suficiente para viver mas que vê os seus rendimentos cortados a cada dia como se fossem magnatas.

Sem comentários:

Enviar um comentário