terça-feira, 31 de maio de 2011

O submundo em carris

Ando cada vez com menos paciência para aturar pessoas pouco civilizadas no metro. Não entendo a necessidade de
a) passarem a viagem toda a bloquear a porta quando apenas vão sair na última paragem
b) empurrarem indiscriminadamente todas as pessoas ainda antes de as portas abrirem (existe também a versão de terem de ser os primeiros a entrar/sair sempre, em qualquer circunstância)
c) deitarem objectos indiferenciados para o chão
d) ouvirem música sem phones de forma a que todo o metro ouça o que eles querem (a sério, qual é o objectivo mesmo?)

Já nem falamos da higiene diária (que tal uns critérios de admissão nas carruagens?) porque depois ah e tal, A., és uma snob.
Eu não tenho nada contra andar de transportes públicos, mas nada mesmo. Até me agrada poder passar a viagem a ler ou ouvir música em vez de me preocupar com o caminho que tenho de fazer, mas começa a irritar-me a falta de civismo que existe por aí. Ou pelo menos, ando com menos pachorra para ele.


P.S.-Eu sei que os meus 3 leitores assíduos já tinham saudades de uns posts a dizer mal do mundo, hein? Qualquer dia juntamo-nos todos e jogamos uma suecada online, que me dizem? Mas tem de ser com o tremoço e a bela da mine, senão nada feito.


Adenda: Eu não gosto de tremoços, nem de minis...mas assim soou muito melhor, não?

Sem comentários:

Enviar um comentário