sábado, 15 de janeiro de 2011

Coisas-que-não-percebo ou as-preocupações-de-quem-tem-passe-de-metro

Por que razão as pessoas que não vão sair senão daí a várias estações fazem questão de se amontoar (é que já nem é outro termo...) junto à porta? Não sei se é alguma fobia da zona central da carruagem, mas que é chato, é, especialmente quando até há quem vá sair nessa precisa paragem, tendo, para isso, de lutar contra ventos e marés para atingir a saída. Não sou de intrigas (queria incluir esta expressão, achei que aqui era a oportunidade ideal), mas há dias em que se me concentrar até consigo ouvir aquela música divina, ao jeito de efeito especial, quando consigo chegar à plataforma. É uma luta diária. Sempre com as respectivas reflexões sociológicas, pois claro, que isto de frequentar o maravilhoso mundo dos transportes públicos traz-me estas belas questões existenciais. E davam um blog só para elas, ó se davam (já quanto ao interesse das mesmas, não me pronuncio)!

Sem comentários:

Enviar um comentário