sábado, 18 de dezembro de 2010

I have a dream

Ao jeito de Martin Luther King, eu tenho um sonho. Infelizmente, a sua concretização não depende apenas das minhas capacidades e do meu trabalho. No final, esse sonho vai ser ditado pela sorte (a tal que, infelizmente, só tenho a jogar às cartas). E não é desejar mal a ninguém, nem sequer ter inveja, mas não consigo ficar feliz sabendo que há alguém que vai poder ficar mais perto do meu sonho porque simplesmente teve mais sorte. Mesmo que o alguém nº1 não tenha as mesmas capacidades. Ou que o alguém nº 2 nunca tenha feito nada por esse objectivo. Porque eu conheço esses "alguéns". 
Não quero com isto fazer deste post um muro das lamentações, que isto na vida tem de ser "bola para a frente", mas às vezes tenho as minhas divagações. E os meus medos, pois, há que chamar as coisas pelos nomes.

Sem comentários:

Enviar um comentário