sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Das 9...às 5?

Não gosto de instituições (públicas, *cof cof*) que abrem entre as 9h45 e as 9h47, é verdade, mas também não entendo os funcionários de empresas privadas que fazem questão de prolongar o dia de trabalho até às 20h e só saem quando a luz da empresa se apaga. É verdade que há dias em há objectivos para cumprir, ou com mais trabalho do que o habitual e sim, há profissões e momentos em que isso acontece, mas fazer disso regra? Para quê? Mostrar eficiência? Eu acho que deve haver tempo para tudo. Claro que se passamos o dia no facebook e a mostrar fotos aos colegas é normal que o tempo não chegue, mas não é por saírmos mais tarde que mostramos como somos bons profissionais. É a aproveitar as 8h que são habituais. Ou pode ser uma visão muito errada e redutora da minha parte.

Sem comentários:

Enviar um comentário